MANUTENÇÃO CORRETIVA




Existem dois tipo de manutenção. A primeira é a manutenção corretiva, é realizada após o defeito de uma máquina ou equipamento. Assim é necessário interromper o funcionamento do equipamento e tudo o que depende dele, ficará prejudicado. Muitas vezes, a manutenção corretiva demanda tempo e muito dinheiro para ser efetuada.
 
Entretanto, existe a manutenção preventiva, que não tem data certa para ocorrer, na verdade ela está sempre acontecendo. Prevê o mal funcionamento de qualquer aparelho antes que ele ocorra, e é feito em etapas. 

Primeiro é necessário fazer uma varredura, um levantamento de todos os equipamentos existentes na empresa. Após isso, é verificada a necessidade de possíveis correções, trocas, substituições, afim de prolongar a vida útil dos equipamentos, e evitar danos diretos e indiretos.

Após isso, é realizada a troca do que for necessário, anotado a data, o motivo, e o que foi trocado, geralmente em um adesivo visível, colado ao equipamento. Assim, será possível saber quando haverá necessidade de uma nova verificação. Caso seja necessário realizar a manutenção em algum equipamento, que necessite de interromper as atividades, isso é feito em algum horário onde a máquina não esteja em funcionamento (a noite, horário de almoço, feriados, domingos). Caso a empresa seja uma instituição que funcione 24 horas, como hospitais, comércios que funcionem a noite, instituições de segurança patrimonial, serviços de hospedagem, etc, o procedimento é outro.

Neste caso, é alugado outra máquina até que a principal possa ser consertada, para que a operação não seja cessada. 

Não é muito difícil de entender porque a manutenção preventiva é essencial e totalmente necessária, não apenas para reduzir custos, mas também o aproveitamento de tempo, e redução de prejuízo. Em empresas de grande porte, é parte essencial realizar a manutenção preventiva.